O papa Francisco canonizou na manhã de hoje, 24/12, o ex-juiz Sergio Moro. Segundo fontes internas do vaticano, o motivo da canonização foi o gesto nobre de perdoar o futuro ministro Onyx Lorenzoni. Onyx confessou ter praticado caixa dois. “Ele já admitiu e pediu desculpas”, disse o ex-juiz.

O papa também disse que Moro merece admiração e respeito por ser um fiel defensor da natureza. “Ele sempre ajuda os tucanos também”, disse o Papa Francisco.

A cerimônia de oficialização do título ocorrerá no dia 01 de janeiro de 2019, durante a posse do novo governo. “Não consegui pensar em data melhor para o evento, todos os apadrinhados estarão presentes”, completou o pontífice.